Nome: Gertrude Ibengwe Mongella
Ano de nascimento: 1955
País: Tanzânia

LEGADO

Também conhecida com o apodo de “mama Beijing” depois de ter presidido a conferencia de Beijing, Gertrude Mongella está activa na vida política desde a independência da Tanzânia (1964), sendo membro do parlamento, ministra e activista da sociedade civil. Nas diferentes funções que teve utilizou a sua influencia politica para sensibilizar e promover os direitos das mulheres. Foi co-fundadora e é Presidente da organização não governamental Advocacy for Women in Africa (AWA), rede de actores em advocacia em assuntos de mulheres em África. Criada em 1996, com o objectivo de oferecer uma voz forte para as mulheres em temas como desenvolvimento, paz e segurança.

LINKS
+ Entrevista de 2007 na revista O Correio.

Voltar a biblioteca

MOMENTOS CHAVE

2008
Presidente do Conselho Consultivo da Organização internacional African Press Organization (Organização Africana da Imprensa).

2005
Premio Delta for Global Understanding (pela Compreensão Global), concedido pela Universidade de Geórgia.

2004 – 2008
Membro e Presidente do Parlamento Pan-africano (primeira presidente).

2003
Embaixatriz de Boa vontade para a Região Africana da Organização Mundial da Saúde.

2002
Membro do Comité Executor regional, de Saúde Reprodutiva para a Organização Mundial da Saúde.
Líder da Equipe de Observadores das Eleições Presidenciais no Zimbabué.

2000
Membro do Painel Consultivo de Alto Nível da Organização de Unidade Africana.
Membro da Assembleia Nacional da Tanzânia.

1999
Membro do Conselho do Futuro da UNESCO em Paris, França.

1997
Conselheira sénior para o Secretario Executivo da Comissão Económica para África em Questões de género.

1996 – 1997
Enviada Especial do Secretario Geral das Nações Unidas sobre Questões de Mulheres e Desenvolvimento.

1996
Membro do Grupo de Conselheiros do Director Geral da UNESCO para o seguimento da Conferencia de Pequim em África Subsariana.
Membro do Conselho de direcção da Agencia de Cooperação e Pesquisa em Desenvolvimento em Londres.
Membro do Conselho d direcção para o Hunger Project e a Universidade das Nações Unidas no Tóquio, Japão.
Presidente da organização Advocacy for Women in Africa (Advocacia para Mulheres em África).

1995
Vice-secretária geral e Secretaria Geral da 4ª Conferencia Mundial sobre a Mulher em Pequim, China.

1991 – 1992
Alta comissária da Tanzânia na Índia.

1990 – 1993
Membro do Comité de curadores do Instituto Internacional de Pesquisa e Formação das Nações Unidas (INSTRAW).

1982 – 1991
Membro da Parlamento Tanzaniano.

1989
Representante da Tanzânia na Comissão pelo Estatuto da Mulher (CSW) das Nações Unidas.

1987 – 1991
Ministra sem pasta no Gabinete do Presidente da Republica.

1985 – 1987
Ministra de Terras, Turismo e Recursos Naturais.

1985
Vice-presidente da Conferencia Mundial para Rever os Avanços da Dedada das Nações Unidas da Mulher.

1982 – 1988
Ministra de Estado dentro do Escritório do Primeiro Ministro.